Publicidade

Publicidade

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Publicidade

Publicidade

sábado, 6 de fevereiro de 2021

Medicina em evolução no combate ao Covid-19

Remédio para câncer pode ajudar no tratamento contra Covid-19

Um novo tratamento para a doença, desenvolvido pelo centro médico Ichilov, de Tel Aviv, em Israel, apresentou resultados favoráveis, de acordo com um anúncio feito na sexta-feira (5).

Foto: Pixabay
De acordo com o pesquisador, trata-se de um medicamento barato e eficaz

Médicos de Israel identificaram um remédio para câncer que pode ajudar no tratamento contra Covid-19. Os pesquisadores do Hospital Ichilov, em Tel Aviv, anunciaram que obtiveram resultados positivos em testes preliminares em um tratamento contra a doença, segundo publicado no jornal israelense Ynet News. De acordo com a publicação, o medicamento  EXO-CD2 se demonstrou eficaz em 95% dos pacientes em estado grave. 

"Dos 30 pacientes que receberam o medicamento, 29 apresentaram uma melhora acentuada em dois dias e tiveram alta hospitalar três a cinco dias depois", diz o periódico. Após os resultados, os pesquisadores disseram que pretendem ampliar o estudo.

Não há ainda um estudo com ensaio clínico e nem publicação em revista científica com revisão de outros cientistas.

Ao jornal israelense, o professor Nadir Arber, do Centro Integrado de Prevenção do Câncer do hospital, afirmou que o teste foi realizado em pacientes com Covid-19 grave e moderada, com administração do remédio uma vez ao dia, durante cinco dias. De acordo com o pesquisador, trata-se de um medicamento barato e eficaz.

O tratamento realizado para a Covid-19 é a imunoterapia, já utilizada para o câncer. Na imunoterapia, os medicamentos estimulam os mecanismos de regulação natural do sistema imunológico para evitar a chamada "tempestade de citocina", uma resposta exacerbada da defesa do organismo desencadeada pela covid-19. "Os remédios restauram o equilíbrio imunológico sem suprimir o sistema imune", esclarece o Hadassah Medical Center. 

O remédio, agora, será submetido a ensaios clínicos. Os médicos israelenses consideram que pode ser uma mudança importante na terapia de Covid-19.

Redação Folha do RN

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Publicidade

Publicidade